Principais indicadores do mercado financeiro

0
Foto de notas de 50 e 100 reais, representando os indicadores do mercado financeiro

Para começar a investir, existem alguns indicadores do mercado financeiro que você precisa saber: IPCA, Selic e CDI

Você já deve ter escutado ou lido em algum lugar que o Comitê de Política Monetária (Copom) realizou um corte na Taxa Selic. Já deve ter ouvido falar também que, a Inflação (IPCA) deste mês subiu e por isso a carne está mais cara, ou por exemplo, que o investimento “X” rende 95% do CDI.

Vale ressaltar, que esses indicadores são de suma importância para a economia brasileira, pois, eles que balizam o mercado.

IPCA

Foi criado com o objetivo de oferecer a variação dos preços no comércio para o público final. É utilizado pelo Banco Central como medidor oficial da inflação do país e é medido mensalmente pelo IBGE. IPCA significa Índice de Preços ao Consumidor.

Sendo assim, o IPCA mede despesas como: Moradia, Alimentação, Saúde, Educação, Transporte, entre outros, para famílias entre 1 e 40 salários mínimos que vivem em regiões metropolitanas das principais capitais do país.

CTA NEWSLETTER

O IPCA reflete as variações de preços dos produtos e serviços que consumimos, ou seja, se o IPCA subir, os preços também sofrerão reajuste.

Taxa SELIC

A Sistema Especial de Liquidação e Custódia (SELIC), serve como referência para todas as taxas da economia.

É conhecida como a taxa básica de juros. Além disso, é uma das principais referências para aplicações pós-fixadas.

A SELIC é utilizado pelo do Banco Central do Brasil, para que haja controle na emissão, compra e venda de títulos. O Copom se reúne a cada 45 dias para decidir o futuro da SELIC. Em sua última reunião de 2019, o comitê realizou um novo corte na taxa, que atingiu a sua mínima histórica: 4,5% a.a.

Confira a evolução da SELIC de 2014 a 2019 clicando aqui!

De tal modo que, os cortes na taxa básica de juros são feitos para incentivar o consumo, portanto, quando os juros caem, o valor do crédito também, fomentando a busca por empréstimos e, consequentemente, aumentando a circulação de dinheiro.

CDI

O Certificado de Depósito Interbancário, mais conhecido como CDI, foi criado para lastrear as operações de curtíssimo prazo entre os bancos, ou seja, são títulos emitidos por instituições financeiras com o objetivo de transferir recursos entre essas instituições, deixando em equilibrio, as instituições que possuem reserva e instituições que necessitam de capital em caixa.

Deste modo, o CDI é conhecido por ser referência nos investimentos, como: A Poupança está rendendo 70% do CDI; O fundo de investimento “X” rende 105% do CDI no ano, entre outros.

Portanto, estes são os três principais indicadores do mercado financeiro que você precisa saber para iniciar no mundo dos investimentos.

Saiba mais sobre como o IPCA, a taxa Selic e o CDI podem impactar em seus investimentos! Converse com um de nossos assessores clicando aqui!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of