Em pleno olho do furacão com o bate boca de volta-não volta entre políticos, imprensa e redes sociais, observado em vários países no mundo inteiro, aliado ao recente retorno do clima de tensão entre Estados Unidos e China, o barril de petróleo brent demonstra um desempenho de curto prazo atípico até mesmo para ciclos de forte expansão da economia global (o que definitivamente não é o caso neste momento).

Mínima do Petróleo Brent

Considerando a mínima registrada pelo barril de petróleo tipo Brent, referência global, de 15,98 dólares no dia 22 de abril de 2020, o desempenho nesses quase 30 dias foi de mais de 100% de valorização na commodity.

Players que entraram comprados no barril logo depois que circularam notícias no mundo inteiro sobre a cotação negativa do contrato futuro de vencimento mais próximo (um claro sinal de aberração/exagero) provavelmente estão embolsando quase 130% de lucro caso ainda estejam segurando suas posições.

Falta de notícias

O fato de constatar baixa circulação de notícias relacionadas ao barril de petróleo nestas últimas semanas também corrobora com o diagnóstico de que algo positivo estava acontecendo no segmento.

Na época em que o barril despencava no pregão, cada fala relacionada ao assunto de alguma figura política ou econômica de peso era replicada nas principais manchetes. Os desentendimentos entre os produtores de petróleo eram acompanhados de perto como se fosse reality show.

Conforme as medidas tomadas pelo grupo da Opep+ surtiam efeito no mercado de petróleo, a imprensa se calava à busca de outro balde de sangue para colocar em cartaz. Lamentavelmente é assim que ainda se alcança maior eficácia ($$$) na indústria da distribuição de informação.

Quer um portfólio de investimentos com os melhores produtos do país e do mundo, que equilibre gestão de risco e maximização da rentabilidade? Clique aqui!

Notícias negativas

Porque estamos contando mortes e não pacientes recuperados de coronavírus?

Porque somos bombardeados com casos de medidas adotadas por países, estados e municípios que não deram certo, ao invés de aprendermos com os casos de sucesso no combate à propagação do vírus? Muitos analistas estão apostando em mudanças de hábitos relevantes na era do pós-coronavírus. A forma como o se consome informação é uma boa dica para quem pretende buscar uma vida melhor.

No mercado financeiro, o bom consumidor de informação útil percebeu a recuperação na demanda por barril de petróleo, combinada com a redução da oferta e queda nos estoques da commodity divulgados semanalmente pelo governo norte-americano, sinais fortes de retorno de um equilíbrio que permitiu recuperação no preço do barril.

O título deste texto foi obviamente proposital, porém é uma realidade, combinada com oportunidade rara. Se para você pareceu surpreendente, talvez esteja na hora de fazer uma revisão sobre o que lê, ouve, assiste ou conversa.

Assessor de Investimentos

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome