Diversas pessoas entendem a necessidade de poupar hoje, para garantir um futuro confortável. Entretanto, muitos ainda pensam que investir é apenas para quem já possui um montante considerável acumulado, mas estão equivocados. É possível sim investir com pouco dinheiro.

A ideia desse artigo é justamente mostrar que existem produtos para todos os tipos de investidor, não importa quanto você tem disponível para aplicar.

De ações à renda fixa, o que não faltam são opções para começar a investir com pouco dinheiro.

Renda Fixa

Tesouro Direito

A partir de R$ 35,34 é possível adquirir títulos do Tesouro Direito, que nada mais são do que dívidas emitidas pelo Tesouro Nacional para subsidiar as atividades do Estado.

Ou seja, ao adquirir um título do Tesouro, o risco está no próprio país, portanto, é considerado um investimento seguro. Além disso, é importante lembrar, que nem todos os títulos do tesouro são iguais, existe o: tesouro pré-fixado, tesouro SELIC e tesouro IPCA.

CDB/LC/LCI/LCA

Além dos títulos do tesouro, estes também são uma possibilidade de investimento em Renda Fixa, os quais são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Normalmente, o valor mínimo para investir em um desses títulos fica próximo de R$ 1.000,00 e suas taxas de rentabilidade variam de acordo com o tempo da aplicação e rating da instituição bancária.

Saiba mais sobre Tipos de Renda Fixa e Investir em Renda Fixa: quais aspectos analisar?

Fundos de Investimentos

Já na seara dos fundos de investimentos, também é possível investir com pouco dinheiro, sendo necessário apenas R$ 500,00 na aplicação inicial com a possibilidade de fazer aplicações periódicas de R$ 100,00. O interessante desta modalidade é que ao investir em um fundo você já está diversificando entre diversos ativos.

Na lista de fundos da XP, é possível filtrar por “aplicação mínima” para verificar essas possibilidades.

Um exemplo disso é a família de fundos “Trend”, da XP Asset, na qual todos os fundos possuem aplicação mínima de R$ 500,00 e é possível investir em ativos atrelados à taxa de juros, inflação, dólar, ouro, tecnologia e até mesmo na bolsa americana. Ou seja, mesmo com um recurso inicial limitado, há uma gama de produtos extremamente diversificados para cada tipo de investidor.

*Disclaimer: Essa informação não consiste em uma recomendação de alocação, mas sim em um mero exemplo entres os diversos produtos existentes no mercado.

Saiba mais sobre fundos de investimento clicando aqui!

Fundos Imobiliários

Partindo para os ativos negociados em bolsa, os Fundos Imobiliários também são uma opção interessante. Caso você ainda não saiba como eles funcionam, dê uma olhadinha nesse post que explicamos sobre.

Como são ativos negociados diariamente, os preços dos FIIs são voláteis, mas, em média, o valor das cotas fica em torno de R$ 100,00, dependendo do tipo de fundo, setor em que investe e demais fatores inerentes ao mercado.

Saiba mais sobre fundos imobiliários clicando aqui!

Ações

Ainda falando sobre a bolsa de valores, as ações consistem no ativo mais conhecido ao se falar de investimentos em Renda Variável. Ainda mais voláteis que os FIIs, elas normalmente são negociadas em lotes de 100 unidades, o que torna esse investimento mais oneroso e acaba afastando o pequeno investidor. Entretanto, o que muitos não sabem é que é possível adquirir ações no chamado “mercado fracionário”.

Por exemplo, você quer comprar ações da Petrobrás (PETR3), as quais atualmente custam R$ 22,64 (cotação em 23/06/2020 às 14:56). Para comprar o lote de 100, você acabaria gastando R$ 2.264,00. Entretanto, pode ser que isso represente mais do que o valor total que você tem disponível para investir.

Então, basta que você adquira essas ações utilizando o ticker PETR3F. Ao utilizar esse código, com a letra F ao final, você estará adquirindo as ações no mercado fracionário, podendo comprar números inferiores à 100 unidades.

Saiba mais sobre como investir em ações clicando aqui!

Reserva de emergência        

Tão importante quanto diversificar seus investimentos, é contar com uma reserva de emergência! Então, antes de buscar ativos em renda variável ou com prazos mais longos, não esqueça de fazer a sua reserva de emergência, para ter tranquilidade quando ocorrer algum incidente.

Não adianta ter algum valor investido, caso não tenha liquidez ou se houver a possibilidade de resgatar um valor menor do que aquele que aplicou justamente por ter resgatado antecipadamente em uma situação de necessidade.

Saiba mais sobre reserva de emergência clicando aqui!

Cuidado!

Não acredite em investimentos milagrosos. Quando estamos começando a investir, podemos ficar encantados com propostas de “2% ao mês, garantido e sem risco”.

Mas ao estudarmos um pouquinho mais a fundo, vemos que na grande maioria das vezes, promessas desse tipo são insustentáveis e não passam de esquemas. Então fique atento, busque uma assessoria de confiança que vise a diversificação de ativos.

Por fim, é importante lembrar que o mais importante ao se falar sobre investimentos é a constância nas aplicações. A partir do momento que poupar vira um hábito, o montante acumulado vai aumentando gradualmente. Lembre-se: o arrependimento de todo o investidor é não ter começado antes!

Então, na próxima vez que você ouvir alguém afirmando que não investe, pois tem pouco dinheiro, não esqueça de recomendar a leitura desse post!

Se quiser saber mais sobre como investir com pouco dinheiro, converse com um de nossos assessores clicando aqui!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome