Com a Selic a 3,00% a.a. e com projeção de um novo corte até o fim de 2020, os investimentos em renda fixa, apesar de seguros, não são mais tão atrativos como eram há alguns anos e os investidores começaram a olhar para investimentos em ações ou renda variável de maneira geral com outros olhos.

Entretanto, grande parte ainda não possui confiança suficiente para realizar investimentos em renda variável, como investir em ações, pelo medo de estar fazendo um negócio pouco atrativo ou pela própria volatilidade das ações, por exemplo.

A falta de conhecimento é um grande obstáculo para investir em ações. Antes de ler este texto, sugiro você conferir nosso guia completo sobre ações.

ebook ações

10 maneiras para você investir em ações

Individualmente

O investidor pode comprar ações no mercado secundário, que é onde ocorrem as transações de compra e venda entre os donos das ações diretamente, sem envolver mais a empresa.

Clube de Investimento

Clubes de investimento nada mais são do que uma comunhão de recursos entre pessoas físicas para aplicação em títulos e valores mobiliários.

O agrupamento destes investidores através de clubes de investimento proporciona maior volume de capital para investimento, facilitando a diversificação entre diferentes empresas e setores da economia, com custos de transação proporcionalmente menores. Saiba mais sobre Clube de Investimento, clique aqui.

Fundos de Investimento

É quase igual ao clube, mas aqui a pessoa que irá comprar ou vender precisa ser certificada pela CVM e os membros devem seguir regras preestabelecidas, como: só pode investir nessa ação e valores múltiplos de 50, por exemplo. Saiba mais sobre Fundos de Investimento, clique aqui.

Previdência

Você também pode investir em ações com a sua Previdência. Nessa modalidade de investimento, assim como os fundos de investimento, você pode optar por investir em fundos de ações, fundos multimercado, fundos de renda fixa e afins.

Opções

De forma bem simples e resumida, as opções são investimentos que dão ao seu titular o direito, mas não a obrigação de comprar ou vender ativos em uma determinada data por um preço pré acordado. Saiba mais sobre Opções, clique aqui.

Termos

É a forma de garantir um preço para comprar ou vender a ação em uma data determinada. Garante-se que irá vender àquele preço e outra pessoa garante que vai comprar àquele preço.

Oferta Pública

As empresas abrem seu capital na Bolsa (IPO) para captar novos recurso que permitem novos investimentos e reestruturação de passivos da empresa, ou seja, ocorre efetivamente um aumento de capital da empresa, assim ocorre a primeira oferta pública de ações, essa operação recebe o nome de IPO (Initial Public Offer).

Mas se ela já tem o capital aberto e já realizou IPO, as novas ofertas são denominadas subsequentes (follow-on). Saiba mais sobre o processo e investimento em IPOs, clique aqui.

ETFs

A sigla ETF significa Exchange Traded Fund ou, como popularmente conhecido, “Fundos de Índices”.

É outra opção para investir em ações e o maior propósito desse tipo de ativo remete a um modo passivo de aplicação em algum índice, de forma diversificada e com baixo custo – visto que a rentabilidade está atrelada a algum índice de mercado, como por exemplo o BOVA11 (que replica o índice Ibovespa. Saiba mais sobre ETFs, clique aqui.

Aluguel (BTC)

Esse tipo de atividade funciona como aluguel de um imóvel por exemplo e pode render uma boa renda extra para o investidor de ações.

Para o doador (quem oferta o aluguel), essa categoria se apresenta como uma maneira de ampliar a rentabilidade da carteira. Já o tomador (quem demanda o aluguel), costuma focar em operações no curto prazo, buscando lucrar com a queda no preço das ações.

BDRs

Os Brazilian Depositary Receipts são certificados de depósito. Basicamente, é a forma que existe de brasileiros comprarem ações de empresas em outros países, e que não estejam à venda no Brasil.

Existem dois tipos: os BDR Patrocinados, em que a empresa em questão está envolvida com a venda das ações no país, escolhendo qual corretora irá realizar a venda, como irá funcionar, etc, e os BDR Não Patrocinados, em que uma corretora brasileira faz todos os trâmites sozinha, sem envolver a empresa dona das ações.

Os BDRs existem para evitar ao investidor o trabalho de abrir uma conta no país da empresa de interesse, além dos trâmites legais, etc.

Primeiros passos para investir em ações

1) Planejamento financeiro

Não é recomendável que se aplique todo o dinheiro em ações. Assim, o ideal é diversificar os investimentos e aplicar uma parte do seu capital parte na bolsa, sempre considerando o seu perfil de investidor e objetivos na hora de definir esse percentual.

2) Abra a conta em corretora

O próximo passo é abrir uma conta em uma plataforma de investimentos para comprar suas ações. Se você precisar de ajuda para abrir conta em uma corretora, clique aqui.

3) Escolha as ações

Para ter um rendimento adequado, é preciso escolher as ações certas para o seu perfil. Converse com um Assessor e monte uma carteira de ações diversificado e alinha com seu perfil e objetivos. Clique aqui!

Lembre-se: O mercado de ações não é necessariamente arriscado, investir em ações de forma segura é plenamente possível.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome