As opções, para quem não conhece, são contratos derivativos que representam o dever (para quem as vende), e o direito (para quem as compra) de comprar ou vender um certo ativo, a um certo preço de exercício, conhecido como strike, até uma certa data futura. Deste modo, queremos te ensinar neste artigo 2 maneiras para lucrar com opções.

Este derivativo é um instrumentos muito poderosos dentro do mercado financeiro, podendo ser responsáveis por ganhos exponenciais e, na maioria das vezes, na “quebra” de quem as opera sem o devido conhecimento e experiência! 

Leia nosso artigo completo sobre Opções clicando aqui!

Lucrar com Opções vs Lucrar com Ações

Comprar uma opção é muito diferente do que comprar uma ação.

E isso se dá por conta de dois fatores que, muitas vezes, não são observados pelos investidores em geral. São eles: o TEMPO e a VOLATILIDADE!

Quando buscamos lucrar com opções, muitas das vezes, temos o tempo jogando contra nós, já que, se na data de vencimento da opção, essa opção se encontrar “fora” do preço de exercício pré-estabelecido, essa opção virará pó, ou seja, perderá totalmente o seu valor.

Já a volatilidade atua de maneira ainda menos “visível”, uma vez que, em mercados com volatilidade muito alta, o prêmio pago pelas opções fica mais caro e, em alguns cenários, mesmo acertando o movimento da ação, por exemplo, essa opção pode não gerar o lucro desejado, porque quanto maior é prêmio da opção, mais a ação tem que subir ou cair para que você atinja o seu break-even.

No entanto, deixemos esses conceitos técnicos para serem explorados em outro artigo, vamos às 2 maneiras de lucrar com opções de maneira segura. 

1 – A estratégia de Warren Buffett 

Warren Buffet, o maior investidor de todos os tempos, utiliza muito as opções para aumentar seus ganhos! Mas, como o “velhinho” de Omaha faz isso? É simples, Ele consegue lucar com opções com venda (PUT) da bolsa americana com preços de exercício muito abaixo dos preços que são negociados no ato da venda.

Sendo assim, quando a bolsa cair muito ele terá a obrigação de comprar (coisa que, de acordo com sua estratégia, ele faria de qualquer forma), mas, até isso acontecer, ele fica recolhendo o prêmio dessas opções e rentabilizando sua posição. Porém, para honrar esses contratos, em casos de quedas acentuadas, ele sempre deixa uma boa quantia de dinheiro em caixa! 

2- Venda coberta 

Essa é uma das estratégias mais utilizadas por gestores do mundo todo. Ela consiste em vender opções de Compra (CALL) das ações que você tem em carteira, para ir rentabilizando suas posições. Por exemplo, suponhamos que você tenha 1000 ações de VALE3 compradas a R$ 50,00 e você queira rentabilizar essa posição o quanto antes.

Você pode vender 1000 Calls de vale por R$ 0,25 (valor ilustrativo) com preço de exercício de R$ 58,00 e vencimento para o mês seguinte. Se até a data de vencimento, as ações da Vale estiverem abaixo de R$58,00 você manterá suas ações e ainda recolherá o valor do prêmio de R$0,25 por ação como lucro.

Entretanto, se o preço estiver acima de R$58,00 você terá a obrigação de vender suas ações por R$58,00 + R$0,25 (valor do prêmio), o que acarretaria um lucro de R$8,25 por ação. O maior risco desse tipo de operação é o valor da ação disparar e subir muito nesse curto espaço de tempo. 

Além dessas duas operações, existem diversas maneiras de se operar opções. Porém, antes de se iniciar no mundo das opções é necessário estudar a fundo esses derivativos ou buscar ajuda de um assessor ou profissional da área, para melhor orientá-lo.

Quer saber mais sobre como lucrar com opções? Agende uma conversa gratuita com um de nossos assessores e monte sua estratégia de investimentos clicando aqui!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome