O câmbio é a operação de troca de moeda de um país pela moeda estrangeira. No Brasil, desde 1999, o regime adotado é o de Câmbio flutuante, onde os valores de compra e venda de moedas variam, influenciados por políticas monetárias, taxas de juros, investimentos estrangeiros, oferta e demanda, entre outros fatores.

A volatilidade do câmbio

Em momentos de instabilidade econômica e política como o que estamos vivendo hoje, as oscilações na taxa de câmbio se tornaram mais um desafio para pessoas físicas e jurídicas que realizam negócios com o exterior.

Desde o início de 2020, o dólar registrou uma alta acumulada de mais de 47% e atingiu seu recorde histórico, chegando perto de R$ 5,90.

Deste modo, utilizar os instrumentos de proteção cambial nas operações que envolvem importação, exportação e transferência bancária internacional se tornou fundamental para reduzir os riscos financeiros.

Você conhece esses instrumentos? Sabe como utilizá-los?

Proteção cambial através de Hedge

Para evitar que as flutuações no câmbio impactem negativamente os negócios realizados com o exterior, é utilizado o HEDGE CAMBIAL.

Um contrato de hedge fixa o valor da moeda de forma eficiente e segura, protegendo seu negócio contra os riscos das variações cambiais nas modalidades de compra ou venda de moeda estrangeira.

Saiba mais sobre hedge clicando aqui!

Estratégias de Hedge Cambial

Opções de Compra (call)

Em uma opção de compra de dólar, por exemplo, se estabelece o direito de comprar a moeda por um determinado preço em uma determinada data.

Opções de Venda (put)

Por outro lado, na opção de venda, é estabelecido o direito de vender a moeda por um determinado preço em uma determinada data.

Saiba mais sobre opções clicando aqui!

NDF Simples

O NDF (Non Deliverable Forward), é um contrato a termo, onde é possível travar a compra ou a venda do câmbio em um determinado preço, estabelecendo assim o compromisso de executar a compra ou a venda no preço acordado em uma data futura.

Além dessas, ainda existem outras estratégias, como por exemplo: NDF com CAP, Call Spread e Put Spread, Câmbio Futuro, Seagull Travado, entre outras. Mas isso é assunto para outro post!

Qual a melhor estratégia?

Depende! Não há um padrão, cada operação vai se beneficiar de uma modalidade diferente de proteção cambial, de acordo com suas particularidades.

Deste modo, é importante buscar o auxílio dos especialistas no mercado financeiro, que irão te ajudar a encontrar a melhor forma de proteger o seu negócio das flutuações do câmbio.

Por que contratar o câmbio com um escritório de investimentos?

A JB3 Investimentos, possui parceiros na área de câmbio que contam com os mesmos produtos ofertados pelos bancos, a mesma segurança e com custos operacionais muitas vezes menores.

Além de entregar um atendimento personalizado, a equipe de especialistas financeiros, auxilia a sustentabilidade de seus negócios, encontrando a melhor opção de proteção cambial.

Portanto, para realizar sua operação de câmbio com processos ágeis, cotações competitivas, e expertise no mercado financeiro, entre em contato com um de nossos assessores clicando aqui!

*Este artigo foi co-escrito por Bruno Steinmetz

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome