O ouro foi provavelmente o primeiro metal conhecido pelo homem. Existem relatos de que o mesmo já circulava na Mesopotâmia desde os anos 4000 a.C e posteriormente com melhores técnicas de manufatura, passou a ser a moeda corrente de todo o Mar Mediterrâneo.

Reservas

Atualmente estima se que até ⅔ do Ouro produzido esteja em reservas de bancos centrais ou pessoais. Mas por que esse metal tem esse pseudo poder de garantir o valor e equilíbrio das transações? Por que durante as crises o Ouro acaba se tornando o ‘‘porto seguro’’ dos investidores? É sobre isso que iremos falar neste artigo.

Ouro OZ

Conforme podemos analisar neste gráfico acima, durante as últimas crises que passamos, o Ouro foi resiliente e consistente no propósito de proteger e assegurar o patrimônio dos investidores.

Foco no longo prazo

Considerada uma opção de investimento para quem visa o longo prazo, investir em ouro tornou-se uma forma de proteger a sua carteira em momentos de tensão no mercado.

O dólar também desempenha tal função. Porém é importante saber que em momentos de crise pode acontecer uma desvalorização de moedas locais, inclusive do dólar, aumentando ainda mais a busca pelo Ouro

Sendo um recurso natural finito, o ouro serve como lastro para reserva monetária para muitas economias globais, tendo seu valor e demanda sempre garantidos.

Em meio a crise do Covid-19 o pânico tomou conta do mercado, foram seis Circuit Breakers em oito pregões, algo jamais visto na B3.

Ouro 2020

No acumulado deste ano, o metal dourado já tinha uma valorização de 27,50%, tendo a máxima em US$2075,00 e minima em US$1451,00, na data em que este artigo foi escrito.

3 formas para investir em ouro

Existem três modalidades para  investir em Ouro, sendo elas: Comprar barras de ouro, Bolsa de Valores ou Fundos de Investimentos.

1. Barras de Ouro

As barras de ouro podem ser compradas em lojas credenciadas pelo Banco Central e CVM.

Podendo ser guardadas em casa ou em qualquer lugar que o investidor achar seguro.

Porém o mesmo não é aconselhável, uma vez que pode não ser seguro manter uma barra de ouro em casa, e também pelo fato de a liquidez ser muito baixa caso queira vender posteriormente.

Vantagens

  • Obter o ativo físico;
  • Ter a custódia do ativo em casa ou em qualquer lugar conveniente;
  • Isenção de taxa de administração.

Desvantagens

  • Baixa liquidez;
  • Possibilidade de ter o ativo roubado.

2. Contratos Futuros de Outo na Bolsa de Valores

A negociação de futuros de ouro na B3 pode ser realizada através de dois tipos de contratos, sendo eles:

  • Lote Padrão de 250G (OZ1D);
  • Lote Fracionário de 10G (OZ2D).

A alta liquidez dos contratos fazem dessa modalidade de investimento a mais adequada e segura para o investidor.

Vantagens

Desvantagens

  • Necessario aporte inicial robusto dependendo do contrato;
  • Não tem cobertura do Fundo Garantidor de Crédito.

3. Fundos de Investimento

Também é possível investir em ouro através de Fundos de Investimento, sendo sua maior vantagem um aporte inicial menos robusto, mas que também possuem alta liquidez.

À pouco tempo atras essa modalidade era exclusiva para investidores qualificados. Mas atualmente já é possível investir em fundos de ouro com aporte inicial de R$500,00 na plataforma da XP investimentos.

Vantagens

  • Proteção de capital (Hedge);
  • Ótima opção para diversificar carteira;
  • Escassez controlada por Bancos Centrais, garantindo valor de mercado;
  • Aporte inicial acessível.

Desvantagens

Quer saber mais sobre como investir em Ouro? Agende uma conversa gratuita com um de nossos Assessores de Investimento clicando aqui!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome