Terminado o segundo turno em algumas cidades brasileiras, já se pode cravar algumas informações importantes reveladas pelos eleitores nas eleições para prefeito de 2020. Um dos primeiros pontos a serem destacados é que nenhum dos sete candidatos nas capitais apoiados declaradamente pelo presidente Jair Bolsonaro conseguiu ser eleito.

Candidatos apoiado pelo Presidente

Além disso, candidatos considerados com perfil bolsonarista, porém que não receberam apoio formal do presidente da República, não conseguira obter sucesso na disputa. Este foi o caso de João Pessoa e em Cuiabá.

Os candidatos apoiados formalmente por Bolsonaro perderam em Manaus, Belo Horizonte, São Paulo, Belém, Fortaleza, Recife e Rio de Janeiro. A exceção ficou com Vitória, cidade no qual os eleitores elegeram o Delegado Pazolini, do partido Republicanos, alinhado com o bolsonarismo.

Resultado das eleições

Entretanto, considerando o balanço geral das conquistas pelos partidos, foi possível notar claramente um crescimento da direita nas prefeituras, embora os candidatos não são alinhados/apoiados com Bolsonaro.

O DEM, por exemplo, conseguiu emplacar quatro prefeitos em capitais e 464 prefeitos no total, alta de 74% em relação as últimas eleições de 2016. Importante ressaltar que o próprio DEM já controla a Câmara (com Rodrigo Maia) e o Senado (com Davi Alcolumbre).

O PSD conquistou duas capitais, sendo 655 cidades no total, cerca de 21% superior ao desempenho das últimas eleições para prefeito. O Republicanos também obteve forte desempenho nestas eleições, elegendo 211 prefeitos no país, praticamente o dobro comparado com 4 anos antes.

Predominantemente, direita

Estas conquistas de prefeituras por partidos de direita podem revelar um importante alinhamento da população a uma agenda pouco popular na história do país. Tanto no Brasil, como em boa parte da América Latina, havia certo preconceito com a agenda da direita. Agora, diante dos resultados atuais, pode-se notar que a população está se identificando com a direita.

Ratifica este ponto o desempenho pífio do PT nas eleições de 2020. Até então considerado a referência da esquerda no Brasil, o PT não conseguiu eleger nenhum prefeito para nenhuma capital pela primeira vez em toda sua história.

Quer saber mais sobre os impactos das eleições municipais em seus investimentos? Converse com o Robson clicando aqui!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome