O mês de janeiro deste ano apresentou resultados mistos de desempenho nas atividades industriais de vários países. Um dos principais destaques nesta importante rodada de pesquisas do Instituto Markit ficou por conta do resultado observado nos Estados Unidos.

PMI EUA

O Índice Gerente de Compras da maior economia do planeta saiu de 57,1 pontos em dezembro de 2020, pontuação já considerada muito elevada e que demonstra forte expansão da atividade manufatureira, para 59,2 pontos no mês de janeiro de 2021, ratificando o quadro de rápida expansão da atividade industrial norte-americana observada nos últimos meses.

PMI EUA

Este é o melhor desempenho do setor industrial do país desde maio de 2007, ultrapassando com força, inclusive, a marca dos 55 pontos, que durante toda a última década revelou ponto de saturação na expansão de curto prazo.

PMI China

Na segunda maior economia do planeta não se observou o mesmo quadro este último mês. Indo na direção contrária, o Índice Gerente de Compras da China apresentou recuo expressivo de 53,0 pontos em dezembro do ano passado para 51,5 pontos em janeiro deste ano, registrando o desempenho mais fraco dos últimos sete meses.

O indicador ainda revela expansão da atividade manufatureira chinesa, entretanto houve perda razoável na força de crescimento, voltando a se aproximar do patamar de 50 pontos, onde indica neutralidade (nem expansão, nem contração).

PMI Zona do Euro

Na zona do euro, o Índice Gerente de Compras apresentou pouca variação de dezembro/2020 para janeiro/2021, saindo de 54,8 pontos para 55,2 pontos, mantendo-se em forte ritmo de expansão da atividade manufatureira.

PMI Japão

Também houve pouca variação nos números do Japão. O indicador saiu da neutralidade de 50,0 pontos em dezembro do ano passado para 49,8 pontos em janeiro deste ano, revelando uma atividade fraca, entrando levemente em terreno de contração.

PMI Rússia

Na Rússia, a atividade industrial conseguiu apresentar melhora razoável em janeiro deste ano, na comparação com o mês anterior. O indicador saiu de 49,7 pontos para 50,9 pontos, conseguindo virar a chave de contração da atividade industrial para expansão neste último mês.

PMI Índia

Na Índia, o Índice Gerente de Compras se mantém extremamente robusto, saindo de uma pontuação considerada elevada de 56,4 pontos em dezembro do ano passado para 57,7 pontos em janeiro deste ano, revelando manutenção de uma forte onda de expansão da atividade.

PMI Taiwan

Caso semelhante ocorre com Taiwan, onde o indicador saiu de 59,4 pontos em dezembro/2020 para 60,2 pontos em janeiro/2021, registrando a melhor performance desde abril de 2010.

PMI Coreia do Sul

Na Coreia do Sul, o índice se manteve em bom nível de expansão, saindo de uma pontuação forte de 52,9 pontos em dezembro/2020 para 53,2 pontos em janeiro/2021.

PMI Brasil

Já no Brasil, a atividade industrial segue em nível de expansão acelerada, porém altamente volátil. Em dezembro do ano passado, o Índice Gerente de Compras brasileiro alcançou incrível 61,5 pontos, a maior pontuação desde o início da série histórica.

PMI Brasil

Neste mês de janeiro, o indicador continuou apresentando forte expansão do setor manufatureiro, entretanto recuou para 56,5 pontos. O recuo na pontuação demonstra perda de impulso na comparação mês a mês, porém o nível do indicador continua mostrando força relevante do setor.

No quadro geral, a atividade industrial global, medida em conjunto com o JP Morgan, apresentou leve recuo de 53,8 pontos no mês de dezembro do ano passado para 53,5 pontos no mês de janeiro deste ano, praticamente estável na comparação mensal, porém mantendo-se em forte zona de expansão.

Quer saber mais sobre o impacto da atividade industrial no mundo em seus investimentos? Converse com um assessor clicando aqui!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome