fbpx
quarta-feira, 12 maio 2021
Home Investimentos Fundos de Investimentos Fundos de Investimentos Private Equity

Fundos de Investimentos Private Equity

0

Para os empreendedores que acompanham o nosso blog, imagino que já tenham ouvido falar sobre Private Equity.

Entretanto, o que talvez ainda não saibam é que atualmente é possível participar deste setor de investimentos, sem comprometer uma parcela muito alta do seu capital.

Fundos de investimento: comece a investir

Aos que ainda não conhecem, os fundos de Private Equity fazem parte de uma classe de ativos dedicada a economia real, por meio de investimentos em empresas de capital fechado. Em uma linguagem ilustrativa, poderíamos falar que seria um fundo de ações de empresas que ainda não abriram o capital na bolsa.

Nas próximas linhas, vamos entender melhor no que consiste o Private Equity e quais as vantagens desta modalidade de investimento.

O que é o Private Equity?

Este modelo de negócio surgiu na década de 80 nos Estados Unidos.

O Private Equity é um tipo de fundo de investimento, feito de forma privada, como o próprio nome indica, onde um investidor aporta seu capital diretamente em empresas com potencial de crescimento a médio e longo prazo, com o intuito de lucrar com uma futura venda ou M&A, que no mundo das finanças corporativas seriam fusões e aquisições da propriedade da empresa.

O fundo consiste em uma modalidade bastante versátil que pode ser feita diretamente por empresas, instituições, fundos de investimento ou até mesmo investidores individuais. Através deste instrumento, as empresas que não abriram o capital na bolsa recebem um aporte de capital privado para financiar suas operações.

Uma possibilidade, tão interessante quanto o aporte de capital que é realizado na empresa, é a possibilidade de uma participação do gestor do Private Equity na gestão da empresa. Os investidores que realizam esse tipo de aporte costumam optar por negócios que tem grande possibilidade de crescimento, e determinados setores têm preferência para receber esse aporte.

Atualmente, temos 3 principais setores: fintechs, tecnologia e saúde. Alguns exemplos bem interessantes é o Burger King que foi construído numa operação de parceria para expandir o número de franquias no Brasil. Com 100 lojas no Brasil no início da parceria, o trabalho resultou numa média de abertura de 30 a 40 lojas por ano, alcançando 700 lojas após 6 ano além da IPO na bolsa brasileira.

As diferenças entre Private Equity, Venture Capital e Buy Out

O Venture Capital é mais voltado para empresas que estão iniciando. Isto é, startups que possuem um alto potencial de crescimento, mas ainda estão dando os primeiros passos no mercado. Essa opção é considerada um investimento de maior risco, uma vez que a empresa ainda não possui um mercado formado e nem tem um histórico longo de performance.

Já o Private Equity é um modelo voltado para investimento privado em empresas já estabelecidas. Isso é, que já possuem um faturamento significativo, clientes e um mercado formado. Isso traz um risco muito menor para investimento e uma projeção muito mais certeira de rentabildiade.

Há também o Buy Out, que se caracteriza com a compra dos gestores de parte da empresa. Nesta modalidade, os compradores, ou parte deles, já atuou na gestão do negócio.

Como funcionam os fundos de Private Equity?

Como já mencionado, essa modalidade é comandada por uma gestora, muito semelhante aos fundos de investimentos em geral.

Entretanto, a ideia por trás desse tipo de investimento é injetar capital em uma empresa com bom potencial de crescimento, ajudando a mesma a se valorizar e aperfeiçoar a sua gestão. Assim, quando o valuation deste negócio aumentar, os investidores conseguem lucrar em uma possível venda ou abertura de capital na bolsa de valores.

Quais as vantagens de receber um investimento via Private Equity ?

Na perspectiva de quem está sendo investido, além de receber capital privado, também ocorre um auxílio por parte dos gestores em razão da expertise que já possuem no setor.

Os gestores, por exemplo, também auxiliam na gestão do negócio, contratando muitas vezes alguns executivos especializados no crescimento da empresa em determinado nível de maturação.

Além dessas vantagens, destacam-se também:

– Maior credibilidade perante o mercado;

– Aumento de caixa da empresa;

– Abertura para novas frentes do mercado;

– Diversificação do risco do negócio;

– Aumento da competitividade.

Conclusão

Para concluir, o Private Equity é uma forma de potencializar o crescimento e a rentabilidade de uma empresa. Além disso, para o investidor é uma oportunidade de longo prazo e que se assemelha muito a Bolsa de Valores, porém com um toque mais acentuado de “economia real”.

Diversifique sua carteira de investimentos. Invista em Private Equity!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Comentário
Nome