fbpx
Mercado Financeiro

Dicas para construir sua carteira de investimentos

Gabriel Linhares-
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Dicas para construir ou otimizar a sua carteira de investimentos

Neste blog, já explicamos algumas vezes como e com quanto você pode montar sua carteira de investimentos. Mas o objetivo deste artigo é ajudar você que ainda nem tem uma conta em uma corretora que também quem não está muito contente com os resultados dos seus investimentos recentemente.

A estratégia adotada é utilizada para aumentar os rendimentos da sua carteira de investimentos portanto, alocar cada aplicação corretamente faz toda diferença na performance do portfólio. E montá-la nunca é uma missão simples, seja você um iniciante nesse universo ou um investidor mais experiente. É necessário ir muito além de escolher os melhores produtos. Ela precisa atender suas necessidades e seu momento de vida e é esse o nosso primeiro tópico.

Defina e redefina seus objetivos!

Aqui é onde encontramos nossa maior motivação e propósito ao investir, já que partimos do pressuposto que todo ser humano dá o seu máximo quando enxerga aonde quer chegar!

Uma forma interessante de definir esses objetivos é colocando em um controle próprio, seja aquela listinha de desejos, uma nota em seu computador ou até mesmo naquele post it que você colocar na parede do seu quarto, geladeira ou escritório! Isso porque seus objetivos precisam estar claros para você e não basta apenas defini-los, você precisa cravar em quanto tempo deseja alcançar tal objetivo e quanto você precisa juntar para tornar aquilo uma realidade. Afinal, a diferença entre um sonho e um objetivo é que no segundo temos uma estratégia traçada de como chegar até ele.

Um exemplo prático que é um objetivo de quase todos investidores, é chegar a independência financeira. O que está aliado em investimentos para o longo prazo! Estes podem variar de títulos de renda fixa atrelados à inflação com prazos mais longos, para os investidores mais conservadores, ou até mesmo ações para os investidores de perfil agressivo! E assim entramos no nosso próximo tópico

Sempre respeite seu perfil de investidor

O segundo passo dos investimentos, o que vem após abrir a conta em alguma corretora ou até mesmo de começar a investir dentro de um banco é descobrir o seu perfil de investidor.

Responder o questionário de perfil de investidor é um ótimo balizador para você entender para qual modalidade de investimentos está adepto a ir investir.

Alguns especialistas dividem em mais de 3 perfis, mas hoje os principais que temos sãoo perfil conservador, moderado e o agressivo. Eles vão definir o nível de risco que você está aberto a correr, mas não necessariamente o que você deve correr, isso porque você tem que entender o nosso primeiro tópico! Qual o seu objetivo em investir aquele recurso?

Vamos a mais um exemplo prático!

Imagine que você seja um investidor um pouco mais experiente e de perfil agressivo. Porém, o seu novo aporte para os investimentos tem o objetivo de trocar de carro. Este objetivo deve ser realizado nos próximos 2 meses. Seria incoerente da sua parte alocar em ações, uma vez que apesar de você entender os riscos e ter capacidade de suportá-los.

As ações podem oscilar de forma negativa e você se frustrar por não conseguir cumprir com aquele determinado sonho quando quis.

Diversificação da carteira de investimentos

Agora que você sabe que precisa de objetivos e entender qual perfil de investidor você tem, é importante saber que você pode diversificar! Uma carteira arrojada e de longo prazo não precisa ter apenas ações. Da mesma forma que um investidor conservador pode diversificar na renda fixa, uma vez que temos títulos para diferentes prazos e com indexadores diferentes.

Além disso, uma carteira de investimentos pode atender diversos objetivos. Portanto, é importante você diversificar seus prazos e produtos que investe. Um número bem interessante é que em 2019 cerca de 88% dos brasileiros que investiam iam para a poupança. Por mais que esse número seja mais antigo, em 2020 a poupança bateu recorde de captação R$ 166,3 bilhões! A poupança é um meio fácil e simples de investir o seu dinheiro. Mas há diversos investimentos com a mesma liquidez e que conseguem te trazer um resultado de rentabilidade muito melhor. Com a mesma facilidade de resgate.

A diversificação pode te ajudar a construir um resultado melhor no longo prazo frente à construção do seu patrimônio, uma vez que nem todas as taxas do mercado andam no mesmo sentido. Portanto, até mesmo para o investidor agressivo, pode ser interessante alocar parte de seu portfólio em algo atrelado à inflação por exemplo ou em ações de diferentes setores, a fim de se proteger de anos com um cenário econômico mais atípico.

Melhore sempre a sua carteira de investimentos

Perfil de investimento, organizar as finanças, organizar seus objetivos e contar com auxílio de profissionais se tornam necessário na hora de alocar e realocar a sua carteira. É algo de suma importância. No entanto, a dica mais valiosa deste artigo post é: aprenda mais sobre investimentos!

Apesar de ser um conteúdo que pode te causar um certo receio, o medo vai diminuindo ao passo que você mergulha no tema. Além disso, com certeza, o primeiro passo para muitos é começando a investir e entendendo isso no dia a dia.

Em suma, o tempo investindo vai fazer você desenvolver além de conhecimento e dinheiro. Também te trará novos horizontes, objetivos e até mesmo fazer você rever seu perfil de investidor. Aqueles que começam conservadores, em vezes começam a tolerar um pouco mais de risco a medida que ganham confiança pela prática!

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
{{ reviewsTotal }} Review
{{ reviewsTotal }} Reviews
{{ options.labels.newReviewButton }}
{{ userData.canReview.message }}
Categorias

Cadastre-se em nossa
Newsletter Gratuita!

Não te mandaremos spam!

Artigos Relacionados