Finanças Inteligentes https://financasinteligentes.com Fri, 27 Nov 2020 18:00:45 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.3.6 https://financasinteligentes.com/wp-content/uploads/2019/12/cropped-Screen-Shot-2019-12-11-at-14.01.57-32x32.png Finanças Inteligentes https://financasinteligentes.com 32 32 IIF emite relatório favorável aos mercados emergentes https://financasinteligentes.com/2020/11/iif-emite-relatorio-favoravel.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=iif-emite-relatorio-favoravel https://financasinteligentes.com/2020/11/iif-emite-relatorio-favoravel.html#respond Fri, 27 Nov 2020 18:00:42 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9954 O IIF (Instituto de Finanças Internacionais, traduzido para o português) emitiu um relatório nesta última quinta-feira positivo para os mercados emergentes de maneira abrangente. O relato do IIF A instituição relata que as praças emergentes sofreram uma fase relativamente longa de saída de capitais, mas que, entretanto, esta situação se reverteu muito positivamente, citando as […]

O post IIF emite relatório favorável aos mercados emergentes apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
O IIF (Instituto de Finanças Internacionais, traduzido para o português) emitiu um relatório nesta última quinta-feira positivo para os mercados emergentes de maneira abrangente.

O relato do IIF

A instituição relata que as praças emergentes sofreram uma fase relativamente longa de saída de capitais, mas que, entretanto, esta situação se reverteu muito positivamente, citando as fortes entradas de recursos aos emergentes observadas nas últimas semanas.

A entrada relevante de capitais nos mercados emergentes pode continuar pelo menos até o final deste ano. Analistas da instituição explicaram que os avanços nas vacinas contra o coronavírus ajudaram recuperar a demanda global e incentivou investidores a tomarem mais risco nas praças emergentes.

Levantamento do IIF

De acordo com o levantamento do IIF aponta que a enxurrada de fluxo atual para as praças emergentes (desconsiderando apenas China) ocorre no ritmo mais forte registrado desde o segundo trimestre de 2014.

Além disso, a instituição afirmou que o quarto trimestre deste ano poderá marcar história para os mercados emergentes, já que existe potencial de alcançar o maior volume de emissão de dívida desde o início das medições.

A queda do endividamento recorde

Na realidade, a emissão de dívida está batendo recorde também nas praças desenvolvidas. Rishi Sunak, ministro das Finanças do Reino Unido, afirmou ontem que o endividamento recorde não deve cair numa velocidade suficiente para se manter sustentável a longo prazo. As projeções apontam que o déficit orçamentário deste ano deverá atingir o nível mais alto desde a Segunda Guerra Mundial.

Isso significa que o Reino Unido será forçado estudar opções difíceis após o término da pandemia, incluindo a elevação de impostos. Esta agenda está no horizonte para vários países no mundo inteiro.

A Alemanha também está com as finanças comprometidas. O planejamento para a dívida do próximo ano sofreu reajuste de quase 100%, para mais de 180 bilhões de euros, em função da nova onda de lockdown. Anteriormente a Alemanha pretendia tomar emprestado no mercado 84 bilhões em 2021 para bancar o apoio financeiro à empresas e famílias.

Quer saber mais sobre os impactos do cenário macroeconômico em seus investimentos? Agende uma conversa gratuita comigo clicando aqui!

O post IIF emite relatório favorável aos mercados emergentes apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/iif-emite-relatorio-favoravel.html/feed 0
Banco Popular da China vai tomar medidas contra default https://financasinteligentes.com/2020/11/banco-popular-da-china-defaul.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=banco-popular-da-china-defaul https://financasinteligentes.com/2020/11/banco-popular-da-china-defaul.html#respond Thu, 26 Nov 2020 20:16:54 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9951 O Banco Popular da China afirmou em nota relevante ao mercado nesta quinta-feira que tomará ações de política monetária de forma mais prudente, sinalizando para uma maior flexibilidade e direcionamento a segmentos problemáticos. Onda de inadimplências Embora com pouca repercussão no noticiário do ocidente, a China estava (e ainda está) passando por uma nova onda […]

O post Banco Popular da China vai tomar medidas contra default apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
O Banco Popular da China afirmou em nota relevante ao mercado nesta quinta-feira que tomará ações de política monetária de forma mais prudente, sinalizando para uma maior flexibilidade e direcionamento a segmentos problemáticos.

Onda de inadimplências

Embora com pouca repercussão no noticiário do ocidente, a China estava (e ainda está) passando por uma nova onda de inadimplências no mercado de crédito privado local. Algo que não surpreende investidores e analistas que acompanham as peculiaridades da China há vários anos, mas sempre quando surge algo relacionado ao endividamento provoca certa apreensão no mercado global e grande receio no mercado local.

Ações do Banco Popular da China

A autoridade monetária chinesa disse que vai manter sua taxa de alavancagem macroeconômica, porém vai adotar estratégias de prevenção ao risco de default nos títulos locais.

A estratégia faz parte do relatório de planejamento de política monetária que chegou num momento crucial, já que alguns calotes recentes assustaram os investidores chineses. Entre os nomes mais relevantes defaultados estão a Huachen Auto Group Holdings e a Yongcheng Coal & Electricity Holding Group, ambos conglomerados de grande porte.

A recente onda de inadimplência impactou imediatamente o mercado de crédito privado local, provocando aceleração acentuada das taxas de juros dos títulos (impondo uma desvalorização significativa na marcação a mercado aos detentores dos papéis). 

Muitas empresas que necessitam de crédito na China já estão sentindo a elevação nos custos de financiamento, por conta disso o Banco Popular decidiu atuar no mercado como forma de tentar frear/reduzir novos defaults e retomar a confiança dos investidores para que o custo de captação volte a recuar para as empresas.

Recuperação do crescimento

A ação do Banco Popular também é necessário para pavimentar a recuperação do crescimento já em curso, com expectativa de aceleração no ano que vem.

No Brasil, destaque negativo para a disparada no IPP (Índice de Preços ao Produtor), registrando avanço acelerado de 3,40% somente no mês de outubro/2020. Esta é a maior elevação da série histórica no IPP. Nos últimos 12 meses, o índice já acumula alta de 19,08%.

Saiba mais sobre os impactos das ações do Banco Popular da China em seus investimentos. Converse com o nosso assessor Robson clicando aqui!

O post Banco Popular da China vai tomar medidas contra default apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/banco-popular-da-china-defaul.html/feed 0
Transição política nos Estados Unidos amplia rali global https://financasinteligentes.com/2020/11/transicao-politica-nos-estados-unidos-amplia-rali-global.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=transicao-politica-nos-estados-unidos-amplia-rali-global https://financasinteligentes.com/2020/11/transicao-politica-nos-estados-unidos-amplia-rali-global.html#respond Wed, 25 Nov 2020 13:36:04 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9945 Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, apesar de não ter reconhecido formalmente a derrota nas eleições presidenciais, sinalizou de forma positiva nesta última terça-feira para uma transição tranquila para a gestão do presidente eleito Joe Biden. Enfim, aceitou a derrota? O fato de Trump abrir caminho para os trabalhos de transição pode ser considerado […]

O post Transição política nos Estados Unidos amplia rali global apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, apesar de não ter reconhecido formalmente a derrota nas eleições presidenciais, sinalizou de forma positiva nesta última terça-feira para uma transição tranquila para a gestão do presidente eleito Joe Biden.

Enfim, aceitou a derrota?

O fato de Trump abrir caminho para os trabalhos de transição pode ser considerado um gesto de derrota, além de limpar incertezas políticas que sondavam os mercados nos últimos dias/semanas em função das contestações jurídicas.

Empurrãozinho das vacinas

Além disso, expectativas positivas relacionadas ao desenvolvimento de diversas vacinas contra a Covid-19 ajudaram impulsionar o ânimo dos investidores no mercado, levando preços dos ativos para novas máximas em semanas, meses e em alguns casos, novas máximas históricas.

Em Wall Street, por exemplo, o índice Dow Jones superou nesta última terça-feira a importante marca psicológica dos 30.000 pontos pela primeira vez na história. O movimento técnico no mercado norte-americano empurrou outras praças financeiras para cima, tanto de países desenvolvidos, quanto de países emergentes.

Enquanto isso, no Brasil e na China…

No Brasil, destaque para o mercado de câmbio, onde o real foi uma das moedas com maior desempenho do mundo. Somente neste último pregão, o dólar perdeu 1,09% para o real. O sentimento positivo no mercado de câmbio está contaminando outros segmentos domésticos, principalmente ações.

Na China, o premiê Li Keqiang disse ontem que o governo espera que a economia retorne para um ritmo razoável de crescimento em 2021. No acumulado do ano, a economia chinesa cresceu 0,70% em função dos impactos provocados pelo lockdown. Entretanto, somente no 3 TRI/2020, o PIB chinês subiu 4,9%, revelando rápida recuperação.

Os chineses afirmaram neste ano que irão implementar uma estratégia adicional de crescimento apelidada de dupla circulação. O objetivo é reduzir a dependência de tecnologia externa (um reflexo frente às políticas de Trump) e ampliar a circulação interna desde a produção, até a distribuição e o consumo. Para isso, a China pretende investir forte em pesquisa e inovação.

Europa

Na Europa, destaque para o discurso de Olli Rehn, membro do BCE (Banco Central Europeu). Na avaliação de Rehn, a autoridade monetária europeia deveria estudar implementar a mesma estratégia de meta de inflação flexível adotada pelo FED (Federal Reserve – Banco Central dos Estados Unidos) anunciada neste ano.

Durante o mês de agosto, o FED surpreendeu os mercados anunciando mudança na sua política de metas de inflação, passando a permitir, agora, que o índice de preços possa ficar acima do objetivo por algum tempo, até como forma de compensar o período em que oscilou abaixo da meta de 2%.

Essa discussão tende a ganhar força na Europa, já que o BCE não consegue alcançar a meta de inflação de 2% há quase oito anos. Quase uma década de inflação rodando abaixo da meta é um cenário também preocupante, até porque não há expectativa de que a meta de inflação de 2% será alcançada no curto/médio prazo.

No mesmo dia, o presidente do BoJ (Banco Central do Japão), Haruhiko Kuroda, disse que não há necessidade para uma revisão na política de metas de inflação imediatamente, porém não descarta a possibilidade de o Comitê debater o tema no futuro, alinhando com estratégia pareceida implementada pela FED.

Saiba mais sobre o impacto do cenário macroeconômico em seus investimentos. Converse com um assessor clicando aqui!

O post Transição política nos Estados Unidos amplia rali global apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/transicao-politica-nos-estados-unidos-amplia-rali-global.html/feed 0
Possível nomeação de Janet Yellen anima mercado https://financasinteligentes.com/2020/11/possivel-nomeacao-de-janet-yellen-anima-mercado.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=possivel-nomeacao-de-janet-yellen-anima-mercado https://financasinteligentes.com/2020/11/possivel-nomeacao-de-janet-yellen-anima-mercado.html#respond Tue, 24 Nov 2020 17:59:50 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9941 Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, está avaliando nomear a renomada ex-chair do FED (Federal Reserve – Banco Central norte-americano), Janet Yellen, para assumir o importante cargo de secretária do Tesouro. Os rumores da nomeação de Janet Yellen A notícia de que Janet Yellen pode estar de volta começou a circular no Wall Street […]

O post Possível nomeação de Janet Yellen anima mercado apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, está avaliando nomear a renomada ex-chair do FED (Federal Reserve – Banco Central norte-americano), Janet Yellen, para assumir o importante cargo de secretária do Tesouro.

Os rumores da nomeação de Janet Yellen

A notícia de que Janet Yellen pode estar de volta começou a circular no Wall Street Journal e posteriormente foi replicada por outros jornais de relevância na política e no mercado financeiro.

A expectativa de retorno ao governo de uma das mais bem sucedidas autoridades do FED animou os investidores em Wall Street, respingando no mundo inteiro, provocando valorização dos ativos de risco nesta última segunda-feira.

A primeira mulher a ocupar o cargo

Caso a nomeação seja confirmada nos próximos dias/semanas, Janet Yellen será a primeira mulher a ocupar a cadeira de chefe do Tesouro norte-americano.

A ex-chair do FED desfruta de alta reputação no mercado por conta do seu mandato impecável durante o período em que chefiou a autoridade monetária norte-americana, entre 2014 a 2018, mas também durante o período em que foi vice-presidente do FED,  entre 2010 a 2014.

Quem é Janet Yellen?

Janet Yellen foi uma das grandes forças influentes dentro do FED para impulsionar a economia posterior ao baque provocado pela crise do subprime, em 2008. É uma figura reconhecidamente dovish e que conseguiu superar grades desafios. 

Durante boa parte da década passada, havia muita incerteza no mercado quanto à eficácia da atuação do FED com seus programas de quantitative easing, juntamente com o receio dos efeitos colaterais adversos provocados por estas medidas (como disparada da inflação, por exemplo).

Yellen conseguiu não somente dar prosseguimento, mas também evoluir ainda mais as medidas adotadas por Ben Bernanke, mantendo os juros muito baixos, juntamente com os programas de estímulos monetários, sem criar pressão inflacionária num cenário de mercado de trabalho aquecido (taxa de desemprego muito baixa).

O posicionamento dovish, bem como as estratégias que se mostraram eficazes, tanto no seu mandato como vice do FED, quanto no mandato em que atuou como presidente da instituição, fortaleceu a imagem de Janet Yellen no mercado, fazendo com que uma simples possível nomeação para um cargo de extrema relevância no governo fosse suficiente para criar um clima positivo no mercado financeiro, provocando valorização dos ativos de risco.

Saiba como o cenário econômico americano impacta em seus investimentos. Converse com um assessor de investimentos clicando aqui!

O post Possível nomeação de Janet Yellen anima mercado apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/possivel-nomeacao-de-janet-yellen-anima-mercado.html/feed 0
CDB rende mais que a poupança e pode ser reserva de emergência https://financasinteligentes.com/2020/11/cdb-rende-mais-que-a-poupanca-e-pode-ser-reserva-de-emergencia.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=cdb-rende-mais-que-a-poupanca-e-pode-ser-reserva-de-emergencia https://financasinteligentes.com/2020/11/cdb-rende-mais-que-a-poupanca-e-pode-ser-reserva-de-emergencia.html#respond Mon, 23 Nov 2020 20:01:37 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9936 CDB rende mais que a poupança Entre as aplicações de renda fixa, a poupança e o CDB são os mais conhecidos dos investidores, pois estão disponíveis na maioria dos bancos e possuem a mesma comodidade e segurança. Mas e quanto à rentabilidade? Qual das duas opções leva vantagem? Você sabia que o CDB rende mais […]

O post CDB rende mais que a poupança e pode ser reserva de emergência apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
CDB rende mais que a poupança

Entre as aplicações de renda fixa, a poupança e o CDB são os mais conhecidos dos investidores, pois estão disponíveis na maioria dos bancos e possuem a mesma comodidade e segurança. Mas e quanto à rentabilidade? Qual das duas opções leva vantagem? Você sabia que o CDB rende mais que a poupança?

Entenda como funciona cada uma dessas aplicações e compare seus rendimentos:

CDB

Os CDB’s (Certificados de Depósito Bancário) são títulos emitidos por instituições financeiras. Quando você aplica em um CDB, você está emprestando seu dinheiro para o banco, e por esse empréstimo ele te paga uma taxa de juros.

O objetivo de um banco quando emite um CDB é captar recursos e repassar para clientes que necessitam de empréstimos ou financiamentos.

Poupança

A caderneta de poupança é um tipo de conta bancária que você guarda seu dinheiro e ganha um percentual sobre o valor aplicado.

Por ter praticidade e liquidez é muito popular entre os brasileiros, mas com a mudança do cenário econômico, deixou de ser uma opção rentável.

Segurança Poupança vs CDB

O CDB e a Conta Poupança possuem o mesmo nível de segurança, pois ambos contam com a cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) .

O FGC é uma instituição privada, que protege o capital e a rentabilidade dos investidores contra surpresas como falência do banco ou não pagamento das aplicações.

A proteção para aplicações é de até R$ 1 milhão por CPF ou CNPJ, dentro do limite de R$ 250 mil por instituição emissora, incluindo juros acumulado.

Caso o banco emissor do título comprado vá a falência, o FGC garante ao investidor a devolução em até 30 dias, regulamentado por lei.

Rentabilidade da Poupança vs CDB

O rendimento da Poupança, é definido pelo Banco Central, e é a mesma para todos os bancos e ocorre sempre no dia de aniversário da aplicação. Isso significa que qualquer valor resgatado antes do vencimento não será acrescido dos ganhos.

Atualmente, a poupança rende 70% da taxa Selic (taxa básica de juros da economia, que atualmente está em 2% ao ano.)

Já os rendimentos dos CDB’s variam entre as instituições, e estão relacionados a fatores como o tamanho da instituição, o volume investido, a liquidez e o vencimento dos títulos.

Na maioria das vezes, o CDB rende mais que a poupança.

Eles podem ter três categorias:

Pré – fixados:  Nos CDBs pré-fixados, a taxa de juros  é definida no momento da aplicação, sendo possível determinar quanto renderá o investimento antes do vencimento do prazo do título. Por exemplo, 10% ao ano.

Pós-fixados: No caso dos CDBs pós-fixados, a rentabilidade é determinada através de um percentual sobre um índice, como o Certificado de Depósito Interbancário (CDI), que por sua vez fica próximo à Selic. Esses taxas atualmente variam entre 80% e 160% do CDI.

Híbrido: O CDB híbrido nada mais é que uma união do CDB pré-fixado com o pós-fixado: uma parte da rentabilidade é estabelecida no momento da aplicação e a outra parte é atrelada a um índice econômico, como o IPCA. Por exemplo, o rendimento do título seria calculado da seguinte forma: IPCA + 5% ao ano.

Se considerarmos a inflação anual, a poupança está com a rentabilidade negativa, portanto os CDB’s são opções mais rentáveis e com a mesma segurança. Através de uma corretora como a XP Investimentos você consegue ter acesso a CDB’s de diversas instituições financeiras com bons rendimentos.

Reserva de Emergência

Concluindo o comparativo entre CDB e Poupança, é possível avaliar que o CDB é tão seguro quanto a poupança, possui mais variedade no mercado de investimentos e mais liquidez, já que a Poupança trabalha com a data de aniversário da aplicação.

Saiba mais sobre reserva de emergência clicando aqui!

Para encontrar a melhor opção disponível no mercado, de acordo com seus prazos, volume e liquidez, entre em contato com o time de especialistas da JB3 Investimentos. Clique aqui!

O post CDB rende mais que a poupança e pode ser reserva de emergência apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/cdb-rende-mais-que-a-poupanca-e-pode-ser-reserva-de-emergencia.html/feed 0
Boletim Focus mostra elevação da Selic para 2021 https://financasinteligentes.com/2020/11/boletim-focus-eleva-selic-2021.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=boletim-focus-eleva-selic-2021 https://financasinteligentes.com/2020/11/boletim-focus-eleva-selic-2021.html#respond Mon, 23 Nov 2020 18:08:46 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9931 O Boletim Focus, também conhecido como Relatório do Mercado Focus, é um documento divulgado pelo BACEN que reúne as mais importantes informações referentes a expectativas em relação à nossa economia como: IPCA; IGP-DI; IGP-M; IPC-Fipe; Taxa Selic Taxa de Câmbio Balança Comercial Previsões do Boletim Focus para 2021 O Boletim Focus divulgado pelo Banco Central […]

O post Boletim Focus mostra elevação da Selic para 2021 apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
O Boletim Focus, também conhecido como Relatório do Mercado Focus, é um documento divulgado pelo BACEN que reúne as mais importantes informações referentes a expectativas em relação à nossa economia como:

Previsões do Boletim Focus para 2021

O Boletim Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (23) revelou expectativa de aumenta da taxa básica de juros ao final de 2021 de 2,75% (conforme últimas previsões) para 3% ao ano.

A pesquisa feita pela autoridade monetária também mostrou que a previsão de uma Selic um pouco maior em 2021 veio combinada com uma previsão de aumento da inflação. Na última rodada de coleta de dados, a expectativa para o IPCA em 2021 estava em 3,22%. Agora, o mercado espera que a inflação vai fechar 2021 aos 3,40%.

2022

Para 2022, não houve alterações na mediana das projeções de mercado. Espera-se que a inflação alcance 3,50%, combinada com uma taxa Selic de 4,5%. A expectativa para a taxa de câmbio ao final de 2022 também se manteve inalterada, aos R$ 5,00.

2023

Para 2023, o Boletim Focus revela uma inflação de 3,25%, juntamente com taxa básica de juros aos 6% ao ano e câmbio aos R$ 4,94. Pode-se notar claramente que o aumento da inflação de curto prazo não afetou as expectativas de médio e longo prazo, o que revela cenário de ancoragem das expectativas. Esse ponto é muito importante, pois revela confiança dos agentes no mercado no trabalho da autoridade monetária.

Boletim Focus e o PIB

As projeções para o PIB reveladas pelo Boletim Focus são razoáveis, ou seja, nem muito otimista, nem muito pessimista. Para 2021, a expectativa é de contração de 4,55%, um pouco menor do que a projeção de uma semana atrás (queda de 4,66%) e razoavelmente melhor do que a expectativa de 4 semanas atrás (queda de 4,81%).

A pesquisa também revelou que espera-se uma retomada de crescimento em 2021, alcançando 3,40%. Este número é levemente superior a expectativa de crescimento de 3,31% revelada na pesquisa da semana passada. Porém, na comparação com as estimativas de 4 semanas atrás (crescimento de 3,42%), não foi possível notar evolução positiva.

Boletim Focus

Para 2022 e 2023, o Boletim Focus continua revelando crescimento estável de 2,50% em cada ano, sem apresentar alterações em relação as previsões anteriores. Estas projeções podem sofrer alterações, caso o governo consiga avançar na agenda de reformas estruturantes.

Paulo Guedes, ministro da Economia, disse nesta segunda-feira que após o fim do período de eleições municipais, o país voltará avançar na agenda de reformas, destacando, por exemplo, a independência do Banco Central (muito aguardada pelo mercado), marco regulatório para o gás natural e cabotagem.

Quer saber mais sobre como o Boletim Focus impacta em seus investimentos? Converse com um assessor de investimentos clicando aqui!

O post Boletim Focus mostra elevação da Selic para 2021 apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/boletim-focus-eleva-selic-2021.html/feed 0
Turquia sobe juros com força https://financasinteligentes.com/2020/11/taxa-basica-de-juros-turquia.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=taxa-basica-de-juros-turquia https://financasinteligentes.com/2020/11/taxa-basica-de-juros-turquia.html#respond Fri, 20 Nov 2020 21:17:36 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9925 Taxa básica de juros da Turquia. O pais asiático/europeu pode ser considerada um dos primeiros países de certa relevância entre os emergentes a não conseguir aproveitar a onda de juros muito baixo no mundo inteiro e ter de voltar atrás, em movimento defensivo, subindo agressivamente sua taxa básica de juros. Pressionada por uma série de […]

O post Turquia sobe juros com força apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
Taxa básica de juros da Turquia. O pais asiático/europeu pode ser considerada um dos primeiros países de certa relevância entre os emergentes a não conseguir aproveitar a onda de juros muito baixo no mundo inteiro e ter de voltar atrás, em movimento defensivo, subindo agressivamente sua taxa básica de juros.

Pressionada por uma série de problemas internos acumulados há anos, o Banco Central se viu forçado a subir os juros de forma considerada agressiva nesta última quinta-feira, o que também é uma forma de tentar provocar impacto psicológico no mercado.

A taxa básica de juros da Turquia subiu 475 basis points numa única paulada nesta última quinta-feira, saltando de 10,25% ao ano para 15% ao ano. Este movimento acompanha um primeiro aperto de 200 basis points realizado cerca de dois meses atrás, no qual a taxa básica de juros havia subido de 8,25% para 10,25% ao ano.

Taxa Básica de Juros

A decisão da autoridade monetária jogou a taxa básica de juros para um patamar acima do praticado antes da crise do coronavírus aparentemente propositalmente, como forma de tentar retomar a confiança perdida com o mercado nos últimos meses/anos.

O famoso presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, trocou o presidente do Banco Central, saindo de uma gestão extremamente heterodoxa, para uma nova gestão agora ortodoxa. A guinada na política monetária está alinhada com a mudança de postura do próprio presidente da Turquia, já que suas medidas intervencionistas do passado não surtiram efeito na economia e a população está enfurecida.

A taxa de desemprego no país gira em torno de elevados 13%, o que combinado com uma inflação de 11,89% (também considerada muito alta), sendo que somente no mês de outubro o índice de preços ao consumidor subiu 2,13%, provoca aumento do empobrecimento da população.

Além de reduzir a inflação, o aumento significativo da taxa básica de juros visa frear, ou ao menos minimizar, o processo de dolarização da economia, voltando a sustentar a lira (moeda local, atualmente em 7,63 dólares), bem como reconstituir as reservas atualmente escassas da autoridade monetária.

Converse gratuitamente com um assessor e veja como o cenário macroeconômico impacta em seus investimentos. Clique aqui!

O post Turquia sobe juros com força apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/taxa-basica-de-juros-turquia.html/feed 0
Brasil sente dificuldade para sair do rating BB- https://financasinteligentes.com/2020/11/rating-bb-brasil.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=rating-bb-brasil https://financasinteligentes.com/2020/11/rating-bb-brasil.html#respond Thu, 19 Nov 2020 18:58:29 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9918 Os desafios para necessária recuperação da nota de crédito soberana da economia brasileira permanecem chamando atenção das agências de rating. Nesta última quarta-feira, a Fitch Ratigns divulgou seu relatório de reavaliação da nota de crédito soberano do Brasil, mantendo o rating BB-, juntamente com a ingrata perspectiva negativa. O que é o rating BB- Rating […]

O post Brasil sente dificuldade para sair do rating BB- apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
Os desafios para necessária recuperação da nota de crédito soberana da economia brasileira permanecem chamando atenção das agências de rating. Nesta última quarta-feira, a Fitch Ratigns divulgou seu relatório de reavaliação da nota de crédito soberano do Brasil, mantendo o rating BB-, juntamente com a ingrata perspectiva negativa.

O que é o rating BB-

Rating BB- é uma nota de grau especulativo, três degraus abaixo do patamar mínimo de grau de investimento. O fato de a nota, que já é baixa para uma economia considerada emergente, ser reafirmada por uma importante agência de rating ratifica necessidade de mais ações por parte do governo para trabalhar o quanto antes uma trajetória de recuperação de credibilidade.

Um dos principais problemas domésticos ainda sem solução, que incomodam muito os agentes globais, está na rápida trajetória de crescimento do endividamento do governo brasileiro.

A deterioração fiscal alcançou nível tão agudo que alguns economistas começam a trabalhar com cenário de rompimento do teto de gastos, em função da aparente comodidade com o significativo desequilíbrio orçamentário. No cenário atual, não é possível sequer mensurar com certa convicção quando o Brasil voltará a realizar superávit primário.

Sem alcançar superávit primário, o endividamento tende a continuar crescendo em ritmo muito rápido, cenário que não é muito bem recebido pelos investidores de longo prazo e/ou que aportam recursos diretamente na economia real.

Seja pela via das reformas estruturantes ou pela venda de ativos, fato é que o Brasil precisa encarar com mais seriedade suas contas públicas assim que passar a pandemia. A projeção da Fitch é que a dívida pública brasileira deverá alcançar 95% do PIB já no final deste ano.

Há esperanças

Um dos pontos positivos que podem auxiliar o Brasil no ano desafiador de 2021 será a retomada do crescimento global, puxado principalmente pela China, nossa principal parceira comercial.

Normalmente, aceleradas/recuperações na economia chinesa refletem diretamente na economia brasileira. Além disso, a taxa de câmbio mais competitiva, acima de R$ 4,50 / R$ 5,00, tende a continuar contribuindo para o aumento das exportações. No ano passado, por exemplo, o mercado negociava a moeda brasileira entre R$ 3,50 a R$ 4,00.

Invista nos melhores produtos do mercado financeiro! Agende uma conversa gratuita com um assessor de investimentos e monte uma carteira diversificada de acordo com seus objetivos. Clique aqui!

O post Brasil sente dificuldade para sair do rating BB- apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/rating-bb-brasil.html/feed 0
Como investir na XP Investimentos com pouco dinheiro? https://financasinteligentes.com/2020/11/como-investir-na-xp-com-pouco-dinheiro.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=como-investir-na-xp-com-pouco-dinheiro https://financasinteligentes.com/2020/11/como-investir-na-xp-com-pouco-dinheiro.html#respond Wed, 18 Nov 2020 21:50:38 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9908 Durante muito tempo, boas opções de investimentos ficaram distantes dos pequenos investidores, principalmente por contarem com uma aplicação inicial de elevado valor. Desta forma, produtos mais sofisticados e com melhores rentabilidades acabaram ficando restritos a uma pequena parcela dos investidores. Confira neste artigo, como é possível investir na XP Investimentos com pouco dinheiro. Assim, muita […]

O post Como investir na XP Investimentos com pouco dinheiro? apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
Durante muito tempo, boas opções de investimentos ficaram distantes dos pequenos investidores, principalmente por contarem com uma aplicação inicial de elevado valor. Desta forma, produtos mais sofisticados e com melhores rentabilidades acabaram ficando restritos a uma pequena parcela dos investidores. Confira neste artigo, como é possível investir na XP Investimentos com pouco dinheiro.

Assim, muita gente acabou mantendo seus investimentos em opções menos rentáveis tal como a poupança e ativos de Renda Fixa que rendem menos que o CDI. Ocorre que, felizmente, hoje o mercado financeiro brasileiro conta com uma grande gama de produtos, para os mais diversos perfis de investidor e com a possibilidade de investir na xp investimentos com pouco dinheiro.

No artigo “Como investir com pouco dinheiro?“, explicamos que existem opções de Renda Fixa, Ações, Fundos Imobiliários e Fundos de Investimentos disponíveis para investir com pouco dinheiro e todas elas estão disponíveis na plataforma da XP Investimentos.

Exemplo disso é a compra de ações por meio do mercado fracionário, onde é possível investir na XP Investimentos com pouco dinheiro, como por exemplo, você pode investir com menos de R$ 5,00. Se você ainda não sabe como funciona o mercado fracionário, esse vídeo conta com uma explicação bem simplificada!

Já para os investidores mais conservadores, existe a possibilidade de investir na XP Investimentos com pouco dinheiro no Tesouro Direto com uma aplicação inicial de apenas R$ 106,39.

Tesouro Selic 2025
Tesouro Selic 2025

Entretanto, no artigo de hoje, focaremos nas opções fundos de investimentos, nos quais é possível investir de maneira diversificada a partir de R$ 100,00 por meio da plataforma da XP. Se você quer saber mais sobre as modalidades acima comentadas, não deixe de conferir o artigo mencionado.

Como funciona um fundo de investimento?

A grande vantagem dessa modalidade de investimento é que por meio de um único aporte é possível diversificar entre diversos ativos. Isso porque o fundo reúne o dinheiro de várias pessoas, acumulando um grande volume, o que torna possível investir em diversos ativos ao mesmo tempo.

Exemplo disso é um fundo de ações, que vai diversificar sua carteira entre diversos papeis e, assim, mesmo com um pequeno aporte, o investidor já vai estar exposto às ações de várias empresas distintas.

Caso esse mesmo investidor aplicar seu dinheiro diretamente por meio da bolsa de valores, fazendo a compra desses papeis, dificilmente conseguiria aportar em todos eles e acabaria tendo que concentrar em apenas alguns.

Em resumo, o que o fundo faz é reunir o dinheiro de diversas pessoas e seguir a estratégia que considera mais adequada de acordo com sua categoria e objetivos. Isso significa que você não vai ter que se preocupar com a compra e venda de títulos ou ações, pois existem profissionais especializados, os gestores do fundo, fazendo isso para você!

E como investir na XP Investimentos com pouco dinheiro em fundos de investimentos?

No site da XP, é possível ter acesso aos mais diversos fundos disponíveis na corretora. Na lista de fundos apresentada no link acima, você pode filtrar por “aplicação mínima”, onde existem fundos com aplicações mínimas de R$ 100,00 e R$ 500,00.

Fundos Família Trend

Se você escrever “Trend” na barra de busca, vai encontrar uma série de fundos das mais diversas modalidades com aplicação mínima de R$ 100,00. Desde fundos de Renda Fixa com liquidez diária (aqueles que você pode resgatar a qualquer momento) a fundos com exposição ao dólar e ações americanas, é possível investir a partir deste valor.

Fundos Família Trend
Fundos Família Trend

Fundos da Família Advisory

Além dos fundos da família Trend, recentemente, a XP também reduziu o aporte mínimo de diversos fundos da Família Advisory, os quais funcionam como espelhos de fundos das casas mais renomadas e requisitadas do mercado.

Assim, produtos que antes só eram possíveis de se aplicar com aportes de R$ 1.000,00 a R$ 50.000,00, agora estão disponíveis a partir de R$ 500,00, conforme informado em matéria da Infomoney.

Fundos da Família Advisory
Fundos da Família Advisory

Como afirmado no início desse artigo, o mercado financeiro brasileiro vem sofrendo uma boa mudança, de modo que diversos ativos têm se tornado cada vez mais acessíveis, mesmo para aqueles que ainda estão começando e não possuem muito dinheiro para investir.

A ideia aqui é mostrar que é possível investir na XP Investimentos com pouco dinheiro, independentemente de qual seja o seu perfil! Mas antes de tomar essa decisão, converse com seu assessor de investimentos para entender qual produto faz mais sentido de acordo com as suas necessidades, perfil e objetivos.

Clique aqui e agende uma conversa gratuita!

O post Como investir na XP Investimentos com pouco dinheiro? apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/como-investir-na-xp-com-pouco-dinheiro.html/feed 0
Fortalecimento do real contra o dólar ganha força no mercado https://financasinteligentes.com/2020/11/real-contra-dolar.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=real-contra-dolar https://financasinteligentes.com/2020/11/real-contra-dolar.html#respond Wed, 18 Nov 2020 14:07:54 +0000 https://financasinteligentes.com/?p=9902 A incansável disputa do real contra o dólar. A moeda brasileira voltou a ensaiar movimento de retomada de valor frente ao dólar. Durante todo este mês de novembro, pode-se notar, até o momento, uma predominância de mercado comprador de reais. Impacto na B3 Fluxos positivos de entrada de investidores estrangeiros na bolsa brasileira podem estar […]

O post Fortalecimento do real contra o dólar ganha força no mercado apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
A incansável disputa do real contra o dólar. A moeda brasileira voltou a ensaiar movimento de retomada de valor frente ao dólar. Durante todo este mês de novembro, pode-se notar, até o momento, uma predominância de mercado comprador de reais.

Impacto na B3

Fluxos positivos de entrada de investidores estrangeiros na bolsa brasileira podem estar contribuindo para o movimento de desvalorização do dólar contra o real, o que denuncia entrada de recursos no mercado local sem apresentar sinais de hedge cambial por parte dos players externos.

Saiba mais sobre a desvalorização do Dólar, clique aqui!

O movimento do real contra o dólar pode estar encorajando os estrangeiros aventurar no mercado de ações local (ainda com certa distância sobre a máxima do pré-coronavírus, enquanto várias outras praças já alcançaram o respectivo patamar), porém ganhando duplamente na conversão de seus dólares para reais.

USDBRL

Pode-se observar no gráfico acima, pela trajetória acentuada descendente do dólar contra real, que o movimento vendedor atual é o mais intenso desde aquele constatado no mês de maio, após a moeda alcançar quase R$ 6,00, onde alguns no mercado consideravam um exagero de pessimismo.

Real contra Dólar

Somente nesta última quarta-feira o dólar caiu cerca de 2% contra o real, acumulando quase 8% de queda desde as eleições dos Estados Unidos, movimento considerado relevante para curto prazo.

A renovação do sentimento bearish em dólar no mercado pode ter sido impulsionado pelo anúncio do Banco Central na noite da última terça-feira. A autoridade monetária brasileira publicou uma nota se comprometendo realizar as operações de rolagem dos swaps cambiais, porém acrescentou que poderá recalibrar o montante ofertado conforme condições de mercado.

A mudança no comunicado provocou interpretação no mercado de que o Banco Central quer deixar a porta aberta para fazer mais ofertas líquidas dos contratos de swaps, o que renova a pressão vendedora no câmbio por ser equiparada com uma venda de dólares no mercado futuro.

O simples comunicado do Banco Central, ainda sem tomar qualquer atitude diferenciada do costume na prática, já serviu de alerta para alguns players de mercado que provavelmente aumentaram a mão na venda da moeda ou abriram posição vendida.

Com este novo tombo de quarta-feira, o dólar renova a mínima do mês, alcançando R$ 5,33, a menor taxa desde o dia 17 de setembro deste ano.

Quer saber mais sobre como investir em dólar? Converse com um de nossos assessores de investimento clicando aqui!

O post Fortalecimento do real contra o dólar ganha força no mercado apareceu primeiro em Finanças Inteligentes.

]]>
https://financasinteligentes.com/2020/11/real-contra-dolar.html/feed 0